“Abril Laranja” – Envelhecimento e animais de estimação

O mês de abril é dedicado à prevenção de maus tratos contra animais. O “Abril Laranja” foi criado pela Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra os Animais (ASPCA) e a intenção é que as mais variadas organizações mundiais possam aderir e fortalecer a causa. Os maus tratos ainda são uma forte realidade no mundo todo.

O Brasil possui parâmetros legais para punir quem pratica agressões físicas, abandono ou tráfico de animais silvestres: a Lei 9605/98, art. 32, afirma: “Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos é crime”.

Temos que ter muita responsabilidade ao adotar um animal, pois o mesmo se torna um “dependente” nosso, mas iremos ter inúmeros benefícios com a companhia deles.

Uma pesquisa divulgada na semana passada, realizada pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, revelou que o envelhecer pode ser mais saudável e mais feliz para quem tem um animal de estimação. Os dados mostram que 90% das pessoas, de 50 a 80 anos, que tem um animal de estimação como cão ou gato, dizem que os animais ajudam a aproveitar a vida e a se sentir amados. Além da diminuição do stress em 80% deste grupo.

Os “pets” modificam a saúde mental assim como a física. Animais como cachorro demandam um incremento na mobilidade (passeios, cuidados diários, cuidados com saúde) e a atividade física acaba contribuindo para melhorar o bem-estar emocional. As pessoas acabam se sentindo úteis num momento da vida em que isto pode começar a ser questionado mais a fundo. Problemas de isolamento social, solidão, depressão e ansiedade, evoluem de maneira melhor para 60% das pessoas que tem um animal.

Vamos proteger os animais. Eles são parte da nossa convivência!!!!!

 

Dr. Ricardo Faure                                    Fonte: O Estado de São Paulo

www.mundodosbichos.com